Governador entrega certificados aos selecionados do Qualifica RS

segunda-feira, 2 de setembro de 2019
Leite destacou a importância de modificar a seleção para os cargos na educação, até então feita por indicação do governo - Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Leite destacou a importância de modificar a seleção para os cargos na educação, até então feita por indicação do governo – Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

Com o objetivo de implementar uma agenda estratégica de gestão de pessoas no governo do Estado, o Qualifica RS concluiu, nesta segunda-feira (2/9), o primeiro processo inovador de seleção de profissionais por meio de metodologia baseada em competências. Em solenidade no Salão Negrinho do Pastoreio do Palácio Piratini, foram entregues os certificados aos 36 selecionados dentre mais de 4 mil candidaturas.

São 30 vagas de coordenador regional de Educação, três cargos de agente de controle externo de gestão vinculados à Secretaria da Educação (Seduc) e três postos estratégicos da Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag), na Subsecretaria de Gestão de Pessoas, na Diretoria de Recursos Humanos e na Coordenadoria da Escola de Governo (eGOV). As nomeações foram publicadas no Diário Oficial do Estado de hoje.

“O governo faz uma nova façanha ao inovar no processo seletivo, mas o que a gente quer mesmo são novas façanhas para o povo gaúcho e vocês vão poder trabalhar por isso”, desejou o governador Eduardo Leite ao entregar os certificados juntamente com a secretária Leany Lemos (Seplag) e o secretário Faisal Karam (Seduc).

O governador destacou a importância de modificar o formato de seleção especialmente para as Coordenadorias Regionais de Educação (CRE), até então feita por indicação do governo, pois elas têm a responsabilidade de gerir cerca de 2,5 mil escolas, milhares de servidores e quase 1 milhão de estudantes.

“As relações político-partidárias fazem parte do processo política em uma democracia, mas quando estamos falando de educação é importante nos livrarmos da interferência política para focarmos em apenas uma coisa, que deve ser o foco de todos nós, que é a aprendizagem das nossas crianças. Precisamos garantir a formação de uma geração melhor para o nosso Rio Grande. Para isso, precisamos de profissionais que estejam alinhados estrategicamente”, destacou Leite.O Qualifica RS foi lançado em abril deste ano, após a assinatura de um Acordo de Cooperação Técnica com quatro entidades do terceiro setor – Fundação Brava, Fundação Lemann, Instituto Humanize e Instituto República. As organizações se uniram para construir, em parceria com o setor público, soluções inovadoras sem envolver recursos financeiros entre as partes. Com base em bem-sucedidos modelos internacionais de gestão de pessoas no setor público, implantado em países como Inglaterra e Chile, o programa adota critérios objetivos e transparentes de avaliação de profissionais e tomada de decisão para o preenchimento de cargos de alta liderança na administração gaúcha.

“É um processo completo e complexo, que ainda não vimos acontecer no país, que olha não apenas as capacidades técnicas das pessoas, para que possam entregar mais no seu trabalho, mas também a sua capacidade de liderança, o seu alinhamento com o governo, a sua capacidade de inovar”, disse a secretária Leany, que participou de todo o processo seletivo.

“Foi muito inspirador ver o interesse de 4 mil pessoas de 17 Estados diferentes que querem enfrentar o desafio da administração pública e querem dar sua contribuição para impactar a vida das pessoas”, acrescentou a secretária.

Próximos passos do Qualifica RS

Todo o processo seletivo foi desenvolvido e acompanhado de forma on-line, por meio do site do Qualifica RS. Os profissionais foram selecionados após uma série de etapas, como análise de currículo e entrevista por competências, além de entrevista com especialistas nos temas do cargo a ser preenchido. Ao final dessas fases, foi elaborada uma lista de finalistas sugeridos aos gestores diretos da vaga, para que o governo tomasse a decisão final para o preenchimento dos cargos.

Em sua fala, Faisal destacou a formação de um banco de reserva de talentos. Quando abrir uma nova vaga ou o governo sentir necessidade, terá esses profissionais qualificados “na manga”.

Além disso, o secretário afirmou que o processo não se encerra com a nomeação. A partir desta segunda-feira, se inicia uma imersão dos novos servidores, para que conheçam a fundo o funcionamento da rede de ensino estadual e comecem a trabalhar nas metas para a área. “Hoje começa uma nova era na educação gaúcha”, apontou o secretário.

Por fim, o governador ressaltou que o Qualifica RS não vai ficar restrito às duas secretarias. “Estamos criando uma nova cultura e queremos que ela seja disseminada na administração pública, não apenas no recrutamento, mas na qualificação constante dos quadros que temos com o apoio das quatro organizações parcerias.”

Curso de Alta Liderança

Ainda durante a cerimônia, o governador recebeu o seu certificado por ter concluído o curso de Alta Liderança, ministrado pela Fundação Dom Cabral – 12ª escola de negócios do mundo no ranking do jornal britânico Financial Times.

Iniciativa da Seplag, a capacitação ocorreu durante o mês de maio e formou, além de Leite, aproximadamente 90 líderes na gestão estadual, entre secretários, adjuntos e outros servidores.

O curso, que também promoveu o Seminário de Inovação na Gestão Pública – SmartGov, foi financiado pelo Banco Mundial. Originalmente, os recursos seriam usados para enviar três servidores para conhecer experiências inovadoras em Barcelona, na Espanha. A secretária Leany mudou o projeto para abranger mais profissionais, mirando gestão com foco em resultados, inovação e gestão de pessoas.

 

Texto: Vanessa Kannenberg
Edição: Patrícia Specht/Secom