Governo vai repassar R$ 4,5 milhões para municípios no RS

quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

Chuva-causa-estragos-na-cidade-de-Irai-no-Rio-Grande-do-Sul_-Foto_-Fernando-Sucolotti_-AI_-prefeitura-de-Irai06272014_0014-840x420O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) anunciou o repasse de R$ 4,5 milhões para os municípios afetados pelas fortes chuvas no Rio Grande do Sul. No total, 18 municípios, que decretaram situação de emergência, vão receber R$ 250 mil cada. O dinheiro será usado para recuperar estradas importantes para o escoamento da produção agrícola e que foram destruídas pelas chuvas.

As cidades também podem pedir auxílio à Defesa Civil Nacional, vinculada ao ministério. Com isso, poderão receber ajuda adicional para restabelecer serviços essenciais e reconstruir estruturas danificadas.

Na quarta-feira (22), prefeitos de várias cidades do estado estiveram no Palácio do Planalto e conversaram com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, e com o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni. Eles saíram da reunião esperando a confirmação de um repasse de R$ 24 milhões, divididos entre as 24 cidades da região afetada. O governo prometeu analisar a possibilidade, mas a decisão pelo repasse desse valor ainda não ocorreu.

As cidades gaúchas que decretaram situação de emergência e receberão a verba anunciada hoje são Alegrete, Bagé, Barra do Quaraí, Caçapava do Sul, Caiçara, Cacequi, Dom Pedrito, Itaqui, Lavras do Sul, Manoel Viana, Quaraí, Rosário do Sul, Santana do Livramento, São Borja, São Francisco de Assis, São Gabriel, Uruguaiana e Pedras Altas.

Existem, no entanto, mais municípios afetados. De acordo o último levantamento do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), do MDR, 27 cidades gaúchas foram afetadas pelas últimas chuvas no estado.

As chuvas atingem com gravidade a região desde os primeiros dias do ano. De acordo com a Defesa Civil, são mais de 10 mil pessoas afetadas, das quais 5 mil desalojadas, 1,5 mil desabrigadas e 3,5 mil com danos em suas casas. Foram registradas mortes em Alegrete, Santana da Boa Vista e Quaraí.

Texto: Agência Brasil
Foto: Reprodução/Google